Saiba o que é Due Diligence e como pode ajudar no processo de fusão, cisão e aquisição

Due Diligence é uma ferramenta estratégica usada para prevenção de riscos em uma empresa, sendo uma grande aliada no programa de compliance.

Normalmente, utiliza-se essa estratégia para processos de fusão, cisão e aquisição de empresas, sendo fundamental verificar as reais condições da corporação antes de fechar qualquer negócio, tanto para a segurança da sua própria corporação, como para quem quer fazer negócios com você.

Mas, afinal o que é o Due Diligence? Due Diligence ou Diligência Prévia, trata-se de um conjunto de medidas estratégicas aplicadas para prevenção de riscos e reestruturação de negócio em empresas, principalmente em organizações que estão no alvo de operações societárias.

Portanto, refere-se a uma série de medidas tomadas para atender a alguns requisitos legais e negociações contratuais.

Qual a relevância do Due Diligence?

Como já mencionado anteriormente, o Due Diligence é uma estratégia usada para busca e análise de informações de uma determinada empresa. Um processo previamente adotado antes de estabelecer uma parceria, aporte de capital e outras transações de negócio, podendo avaliar e mitigar os riscos de fraudes ou violações.

O Due Diligence é de grande importância para analisar se um negócio, do qual se pretende investir, apresenta solidez e se é real. Através dessa estratégia também é possível verificar se a operação comercial está dentro dos critérios de investimento ou aquisição.

É de extrema relevância para obtenção de informações precisas para a avaliação de viabilidade do investimento. Pode ajudar na detecção de possíveis atividades suspeitas e fraudulentas de fornecedores, funcionários e clientes.

Auxilia a identificar as fraquezas operacionais, avaliação de riscos e oportunidades, além de avaliar o grau de correspondência e familiaridade com as atividades para assegurar o compliance.

Para a implementação da estratégia de Due Diligence é preciso contar com ajuda de profissionais especializados, para administrar o projeto, pois necessita de conhecimento técnico e legal para a sua implementação na empresa.

Ao realizar o Due Diligence você estará gerando mais credibilidade aos interessados no seu negócio, como fornecedores e clientes em potenciais, pois todos surtiram os efeitos das mudanças adotadas.

Conheças algumas modalidades do Due Diligence

No setor corporativo existem diferentes modalidades de divergências prévias, das quais vamos dar destaque a três: fusão, cisão e aquisição.

● Due Diligence no processo de fusão – possibilita a revisão de balanços e demonstrativos contábeis e financeiros, bem como de obrigações acessórias e de conformidade em relação aos tributos federais, estaduais e municipais. Essa modalidade de constatação interfere nos termos de negociação, pois em caso da detecção de falhas, a empresa interessada na fusão poderá dimensionar os valores do prejuízo durante o fechamento da negociação;

● Due Diligence no processo de cisão – analisa os possíveis riscos em uma operação de transferência de parcelas de um patrimônio para outras sociedades, processo chamado de cisão;

● Due Diligence no processo de aquisição – durante o processo de aquisição de uma empresas, o empresário pode ficar exposto a muitos riscos, já que está aceitando receber tudo de uma nova empresa. A estratégia de divergência previa examina rigorosamente as operações executadas por todos os setores da empresa, antes de fechar a contratação.

Além desses tipos, o Due Diligence apresenta outros sendo que um não exclui o outro. Portanto, uma mesma estratégia de divergência prévia pode contar com mais de um tipo, como: compliance; integridade; ambiental; financeiro; contábil; tecnológico; propriedade intelectual; trabalhista; imobiliário; jurídico e de valuation.

Dessa forma, quem pretende realizar o aporte de capital de uma empresa pode implantar a estratégia de Due Diligence, para reduzir e mitigar os riscos que o investimento pode proporcionar.

Quem pode realizar o Due Diligence?

Para a implementação do Due Diligence é preciso contratar uma consultoria especializada, pois se trata de um processo de investigação que necessita de profissionais das mais variadas áreas, para analisar atuando em conjunto.

Essa equipe especializada é composta por advogados, contadores, economistas e administradores. Sendo fundamental, para gerar resultados eficazes e satisfatórios, proporcionando assim mais segurança à empresa e aos interessados em realizar operações societárias com ela.

Documentação

Além de contar com a ajuda de uma consultoria especializada, é preciso separar alguns documentos que são necessários para o processos, como:

● Documentos da empresa – contrato social, CNPJ, documentação dos sócios e acionistas, locação e atos constitutivos;

● Documentos da empresa que deseja realizar a operação societária – perfil, histórico de funcionários e sócios;

● Documentos fiscais – balanço do patrimônio, receita bruta e líquida, contas, histórico de inadimplência e relatórios judiciais;

● Documentos dos funcionários e fornecedores – contratos que detalham sobre a remuneração, cargo e desempenho;

● Documentos com dados de TI – políticas de segurança, segurança de dados e restrição de acesso.

Quais os tipos de análises são necessárias durante esse processo?

O processo de Due Diligence demanda uma série de análises, que são executadas através de verificações e comparações de informações, dados e documentos. Entre as principais destacam-se:

● Financeira – analisa informações financeiras disponibilizadas pela empresa aos interessados em operações, avalia o desempenho do negócio através deste viés. São usados nesta análise informações sobre ganhos, bens, fluxo de caixa, planejamento de negócio, dívidas, etc;

● Fiscal – avalia os impostos atuais e futuros da empresa. Essa análise demanda estudo com uma revisão de determinados documentos fiscais, com a ajuda de profissionais que detêm conhecimento técnico em questões tributárias;

● Jurídica – verifica os princípios legais de uma operação societária, averiguando contratos, estruturas de legalização, litígios, empréstimos, entre outros processos;

● Riscos e Seguros – a análise de riscos, refere-se principalmente aos riscos materiais, que são analisados por um consultor de seguros, que se encarregará de definir quais os tipos de transações serão feitas, tomando por base as exposições e suas naturezas.

Qual o momento certo para recorrer ao Due Diligence?

Recomenda-se recorrer ao Due Diligence toda vez que exista a necessidade de investigar sobre a realidade de uma empresa.

Além disso, indica-se buscar pela estratégia quando se tem interesse em realizar operações societárias, podendo analisar os fatores relevantes para fechar negócio, principalmente em processos de fusão e aquisição.

No caso do processo de aquisição de uma empresa, é importante ter uma noção dos riscos desta operação, avaliando os prós e contras, tendo como base a investigação completa da empresa.

Principais etapas do processo de Due Diligence

A primeira etapa para implantação de uma estratégia de Due Diligence é a contratação de uma equipe multidisciplinar para a sua correta elaboração. Depois é preciso firmar um termo de confiabilidade, que deve ser assinado por todas as partes envolvidas no processo, pois serão acessados documentos confidenciais da empresa.

Em seguida recomenda-se usar plataformas digitais para compartilhar, editar e armazenar com segurança os documentos. É preciso gerar relatórios sobre a investigação detalhada de todos os setores da empresas, dados e informações relativas ao trabalho, análises, dificuldades, inconsistências, passivos e contingências, etc.

É preciso organizar os dados em uma planilha para que possam ser usados posteriormente para uma avaliação.

Por fim, dependendo da conclusão do processo, existem diferentes formas para adaptar a empresa, que devem ser definidas pela equipe de profissionais contratados.

Saiba quem contratar para implementação de Due Diligence

Os processos de compra e venda de uma empresa requerem uma avaliação minuciosa, que envolve análises técnicas, comerciais, financeiras, tributárias e dependendo do caso é necessário a intervenção de órgãos reguladores e fiscalizadores.

A equipe de especialistas da TG oferece assessoria para os vendedores e compradores, realizando uma avaliação criteriosa da empresa, procedimentos de verificação, o Due Diligence, podendo identificar e quantificar os riscos financeiros, tributários e trabalhistas da operação.

A TG Perícia é uma empresa que surgiu com foco na prestação de serviços com diferenciais e excelência nas áreas de Perícia, Avaliação, Auditoria e Consultoria.

Nossa equipe de sócios possui mais de 15 anos de experiência no mercado, somos uma empresa com vasta experiência em Consultoria, Perícia e Avaliação, contamos com um histórico de mais de mil pareceres e laudos elaborados.

Temos sede própria no Centro de Brasília, com estrutura e instalações modernas e funcionais.

Porque a TG é a empresa mais recomendada para o processo de Due Diligence?

No que se refere aos processos de venda e aquisição de empresa ou participação societária, a equipe da TG possui vasta experiência para a avaliação de empresas, executando análises de viabilidade econômica para dar continuidade ao negócio, além de assessoramos na formalização de operação por meio de alterações contratuais, atas de assembleia, acordos entre os cotistas e/ou acionistas e impactos tributários decorrentes do negócio.

Ressaltamos que cada empresa e/ou negócio possuem suas particularidades, sendo necessário tratar a avaliação de uma empresa não apenas como uma simples aplicação de métodos matemáticos e relatórios.

Para a avaliação de empresa consulte a equipe da TG, para uma análise criteriosa da empresa, podendo verificar os riscos e mitigar qualquer problema antes de fechar um negócio que envolve uma operação societária.

Conclusão

Durante a leitura deste artigo, pudemos esclarecer o que é o Due Diligence, e qual a sua importância para ajudar nos processos de fusão, aquisição e cisão em operações societárias de empresas.

Agora que chegamos no final deste conteúdo, que tal relembrarmos um pouco do que vimos?

Primeiro, pudemos aprender o que é o Due Diligence, também chamado de Divergência Prévia, uma estratégia que reúne um conjunto de medidas estratégicas aplicadas para prevenção de riscos e reestruturação de empresas.

Em seguida compreendemos a importância do Due Diligence para verificar a real solidez e viabilidade de uma empresa, antes de investir neste negócio. Depois conferimos algumas das modalidades do Due Diligence, em especial as especialidades aplicadas aos processos de cisão, fusão e aquisição.

Vimos também que para a realização do Due Diligence é preciso da contratação de uma equipe multidisciplinar, profissionais especializados como advogados, contadores, economistas e administradores.

Descobrimos quais documentos são necessários para comparar e analisar os riscos apresentados por uma empresa, que devem ser avaliados antes da realização de uma operação societária.

Também, conhecemos quais as análises são importantes para a implementação do Due Diligence, como a análise financeira, fiscal, jurídica e de riscos e seguros. Na sequência, aprendemos que o melhor momento para recorrer ao Due Diligence é quando se tem interesse em relações de sociedade.

Por último, conferimos o passo a passo para implementação do Due Diligence, que se inicia com a contratação de uma empresa especializada, como a TG que é referência na avaliação de empresas.

Contrate a TG para avaliação de empresa

Se você pretende investir em operações societárias, para investir em um negócio, procure a consultoria da TG antes de fechar a negociação. Implementamos a estratégia de Due Diligence para prevenção de riscos que pode ser usada de forma ampla em prol da empresa, podendo constatar se de fato a saúde do seu negócio é favorável.

Damos mais tranquilidade a sua empresa e segurança para quem pretende investir no seu negócio, tendo certeza de que estará fechando sociedade com uma empresa realmente sólida e com viabilidade financeira. Consulte-nos para mais orientações, para processos de fusão, aquisição e cisão. Nossa equipe de especialistas está a sua disposição!

Deixe um comentário